Loader

Após onda de atentados, Estados Unidos envia soldados para combater o Boko Haram

No Rating

O extremismo muçulmano promovido pelo Boko Haram na Nigéria passará a ser combatido, diretamente, pelas Forças Armadas dos Estados Unidos, após decisão do presidente Barack Obama.

A iniciativa pode ser reflexo da postura protagonista da Rússia na luta contra o Estado Islâmico na Síria e no Iraque. Até então, os Estados Unidos vinham liderando as ações, sem muita eficácia.

Agora, como forma de demonstrar preocupação com a perseguição religiosa a cristãos e o compromisso de combate ao terrorismo, Obama anunciou que serão enviados 300 militares para Camarões, onde ficarão baseados para iniciar operações de inteligência, vigilância e reconhecimento.

De acordo com uma nota publicada pela Casa Branca, 90 pessoas já foram deslocadas para Camarões, com o propósito de ajudar na autodefesa do país contra o Boko Haram.

Segundo informações da Agência Brasil, um alto funcionário do governo dos Estados Unidos relatou à Agência France Presse que a ação militar é um primeiro passo para lutar contra o Boko Haram, que tem usado a mesma estratégia do Estado Islâmico e ampliado suas áreas de ação para países fronteiriços com a Nigéria.

O Boko Haram pretende transformar a Nigéria em um califado, e já anunciou que planeja exterminar os cristãos – que são maioria – do país. Dentre as principais barbaridades que o grupo extremista comete está o sequestro de meninas cristãs para servirem de escravas sexuais de seus combatentes.

Tags

0 seu pensamento sobre “Após onda de atentados, Estados Unidos envia soldados para combater o Boko Haram”

Deixe uma resposta